Menu

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

sábado, 6 de agosto de 2016

Primeira viagem oficial do Joaquim!

Centro histórico de Pirenópolis-GO


Por que Pirenópolis?

Pirenópolis é uma charmosa cidadezinha no interior de Goiás a 150km de Brasília, com centro histórico super conservado e cercada de belas cachoeiras. Um bate-volta ou escapada de final de semana muito comum dos brasilienses.

Como já fomos diversas vezes e conhecemos bem a cidade, decidimos passar o final de semana para testar como Joaquim se comportaria na viagem, já que o acesso é muito fácil com pouco tempo de viagem.


A viagem

Saímos pela manhã bem cedo de carro, Joaquim foi dormindo no bebê conforto usando o cinto de segurança como manda o figurino. Fomos pela 060, sentido Goiânia, a estrada é pista dupla até Abadiânia, depois tem um pequeno trecho de pista simples. Bastante segura. Fizemos uma parada na ida e uma na volta para Joaquim mamar. Ele foi dormindo quase a viagem toda, na ida e na volta.

Chegando lá, nos instalamos na Pousada Vila Velha e decidimos ir até a cachoeira do Lázaro a 13km da cidade encontrar uns amigos.
É uma cachoeira aconselhável para crianças por não ter correnteza, mas para chegar até lá tem 6km de estrada de chão e mais 1,5km de trilha. Andamos um pouco na estrada de chão, mas como tinha muito buraco e chacoalhava muito, decidimos voltar para a pousada e curtir a piscina, afinal o sol estava muito forte e ainda teria a trilha e Joaquim estava com apenas 2 meses e meio.

Curtindo a piscina da Pousada Vila Velha

No comecinho da noite, fomos dar um passeio na rua do lazer, onde fica concentrado muitos restaurantes, lojinhas e feirinha de artesanato. A melhor forma de passear com bebê no centro de Pirenópolis é no Sling, pois devido a conservação da sua arquitetura antiga, as ruas e calçadas são todas de pedra, dificultando o uso de carrinho.


No dia seguinte, pesquisamos melhor qual cachoeira seria adequada para o Joaquim e decidimos ir ate a cachoeira Usina Velha, passamos por 1km de estrada de chão e do estacionamento ate a cachoeira andamos 100 metros de trilha. Joaquim foi grudadinho com o pai no sling e adorou o passeio. A cachoeira possui diversos poços rasos ideal para criançada.


Trilha da cachoeira Usina Velha
Ponte sobre o Rio das Almas
Joaquim relaxando na cachoeira


O que vale a pena


Confraria do Boxexa - Restaurante com cervejas artesanais e comida de boa qualidade com bom custo-benefício. Experimente uma das panelinhas. Rua do Lazer.

Aravinda - Bar e restaurante com bom MPB ao vivo nas noites do final de semana. Rua do Lazer.

Dona Cida - Restaurante com a famosa paçoca de pilão e boa galinha caipira. Rua Frota.

Churros - Localizado na Rua do Lazer.

Colorê - Sorvetes artesanais na Rua do Bonfim. 

Toysmania - Loja de brinquedos artesanais e educativos. Rua do Bonfim, 23.

Cachoeira do Rosário - Bom para passar o dia, pague-se valor fixo já incluído o almoço à vontade. Longe com estrada muito ruim, vale a pena para crianças maiores de 5 anos.


Acampamento - Para fazer um programa diferente com a criançada, acampar na beira do rio pode ser bem divertido. Um camping bem sossegado e seguro é o Camping Beira-Rio no caminho para as cachoeiras.


Cavalhadas - Ótimo para as crianças conhecerem um pouco da cultura goiana. Ocorre todos os anos durante a festa do Divino.




Pra encerrar

- Não é nada confortável para andar de carrinho, aposte no sling/canguru.

- Os restaurantes/bares não têm estrutura para bebês, dificilmente algum vai ter trocador, se prepare.

- Programe bem a ida às cachoeiras se estiver com bebês, tente chegar bem cedo para pegar uma sombra e deixe a parte da tarde para curtir o hotel ou passear pela cidade.

- Quando sair a noite lembre que tem muitos mosquitos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com