Menu

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

terça-feira, 4 de outubro de 2016

Avaliação Vôo Passaredo BSB-RAO-BSB





A qualidade geral do vôo não é muito boa. A companhia não oferece grande conforto, só vale a pena se for vôo direto e não tiver o trecho em outra companhia. 


Reserva


A reserva ocorreu tudo bem, sem problema algum. Site intuitivo e com fácil acesso aos próximos vôos inclusive com possibilidade de alterar ou cancelar de maneira fácil.



Check-in

A fila de prioridade foi respeitada, os atendentes foram atenciosos, mas o grande ponto negativo aqui é que a companhia não oferece plástico para despachar o carrinho. O atendente etiquetou as duas partes e tivemos que pedir o plástico na Gol para não sujar e empoeirar o bebê conforto.


Embarque

O embarque em Brasília foi bem complicado. O portão de embarque 18 não possui acessibilidade, apenas uma escada para acesso a pista onde se encontra a aeronave. Tivemos que esperar todos os passageiros embarcarem para vir um funcionário e ajudar a carregar o carrinho por vários lances de escada. Se fosse uma pessoa sozinha com um bebê seria bem complicado.





Atendimento a bordo

As comissárias de bordo foram bem atenciosas, mas o conforto do ATR 72 deixa muito a desejar. O ar condicionado demora muito a funcionar. Joaquim já não aguentava mais tanto calor, ficou com o cabelo todo molhado de suor. As opções de bebida são apenas água e uma bebida desconhecida de citrus. A aeronave não possuí bom sistema de despressurização o que gera um grande desconforto para os pequenos com incômodo nos ouvidos.




Entretenimento


O único entretenimento disponibilizado é a revista de bordo Pass. A companhia solicita que os equipamentos eletrônicos sejam desligados na decolagem e aterrisagem diferentemente de outras companhias que já permitem o uso do celular em modo avião durante todo o vôo. 



Desembarque

Em Ribeirão Preto logo nos entregaram o carrinho do Joaquim, mas em Brasília o funcionário disse que o carrinho iria para a esteira. Argumentamos e ele disse que era assim mesmo, não poderia entregar pois ainda não tinham começado a desembarcar. Acho que ele ficou pensando e enquanto esperávamos no ônibus ele pegou o carrinho pra gente, mas não precisávamos ter insistido o carrinho já era para estar pronto quando saíssemos da aeronave. Parece bobeira, mas faz toda a diferença, pois normalmente Joaquim já está meio inquieto, ou dormindo, e ter que esperar o carrinho na esteira atrapalha muito já que na maioria das vezes viajamos apenas com bagagem de bordo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com