Menu

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

domingo, 19 de março de 2017

Broc / Gruyere - Suíça



No dia 26 de dezembro embarcamos de Genebra para Montreaux em um trem panorâmico e de lá pegamos outro trem para Montbovon e lá finalmente o trem que iria nos levar a Gruyère, e sua fábrica de queijos e Broc a famosa cidade da fábrica de chocolate da Cailler que foi comprada pela Nestle! Nós usamos o SwissPass que valeu bastante a pena, além de dar mais flexibilidade no roteiro. Quem vai viajar de trem pela Suíça a melhor coisa a fazer é baixar o aplicativo da SBB (companhia de trem suíça) no celular e já olhar com antecedência os horários dos trens para fazer sua programação. Na Suíça tudo é extremamente pontual, então é muito fácil de se programar. O dia era sempre bem corrido, pois fomos no inverno com dias muito curtos, então essa organização dos roteiros fazia a diferença no aproveitamento do sol!




Achamos que o passeio só iria começar quando chegássemos ao nosso destino, mas fomos surpreendidos! A estrada que percorremos até chegar a região de Gruyere era de uma beleza tremenda! O inverno ainda estava no começo e tivemos a oportunidade de apreciar a paisagem de verão e de inverno misturadas. Às vezes de um lado do trem a paisagem estava coberta de neve e do outro lado o sol iluminava uma vegetação super verdinha! 







Todos os dias a noite planejávamos o que iríamos fazer no dia seguinte, como era inverno, o dia era curto e a gente não podia perder tempo. Normalmente a avó do Joaquim preparava uns sanduíches para tomar o café da manhã no trem. Pela manhã eu e Rafael se arrumava e quando já estava quase na hora de partir eu acordava Joaquim amamentava e colocava a roupa de frio para sair. Ele sempre reclamava do macacão de frio por dificultar os movimentos dele, quando a gente chegava no trem eu logo retirava o macacão para ele brincar mais à vontade. 






Bem, voltando à viagem de trem, no caminho, perdemos a parada para Montbovon e descemos na estação seguinte, chamada Rossiniere, para aguardar um trem e voltar a estação correta! Mas isso não foi problema para os caboquinhos do Brasil que estavam vendo a neve pela primeira vez! kkkk... Na verdade aproveitamos a linda paisagem e fizemos uma longa sessão de fotos! kkkk





Depois dessa farra toda, pegamos o trem novamente, descemos em Montbovon e pegamos o trem regional até Broc - Fabrique. Fomos direto para a fábrica de chocolate Cailler, chegando lá desistimos de fazer a visita guiada porque achamos que não valia a pena, pois as crianças não tinham idade para aproveitar a explicação sobre a fabricação do chocolate e a fila para começar a visita, que é feita em grupos, estava um pouco longa. O preço da visita é 15 euros. Eu tinha muita curiosidade de conhecer a produção do chocolate suíço, mas não me empolguei muito porque sabia que era uma demonstração comercial e o meu interesse era um pouco mais técnico por ser engenheira de alimentos. A visita é feita em grupos, eles explicam a história do chocolate, a fabricação e no final você pode provar quantas unidades quiser! Na saída tem uma loja gigantesca com uma variedade enorme de chocolates para comprar, o Rafael e a mãe dele se esbaldaram! Mas na minha opinião, o Lindt ainda é melhor e o preço é bem parecido.  Maria e Francisco, nossos sobrinhos, curtiram um pouco o parquinho da fábrica e logo voltamos para a estação  e esperamos um pouco, já que o trem é de hora em hora, para seguirmos para Gruyere.




Chegamos a Gruyere no fim da tarde, estava escurecendo bem cedo por causa do inverno. Como estava muito frio dei graças a deus que a fábrica de queijos Gruyere era ao lado da estação de trem. A visita a fábrica custa 12 euros e ganha um kit com três tipos de Gruyere para degustar! É possível conhecer a produção circulando por uma passarela superior ao longo da fábrica. O melhor horário para visitar é quando está ocorrendo a produção mesmo, de 9h a 11h da manhã e de 12h30m a 14h30m da tarde. A visita é bem superficial! O bom mesmo é tomar um drink no bar que fica dentro da fábrica e comprar queijos deliciosos na lojinha de conveniência. Do lado de fora encontramos um parquinho onde as crianças puderam se divertir um pouco! Sempre quando encontrávamos parquinhos era uma festa! Se não estivesse tão frio o Joaquim iria se divertir muito mais! Ao anoitecer fomos a estação para retornar a Genebra.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com