Menu

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

domingo, 26 de março de 2017

Carnaval no Rio de Janeiro!


Quando alguém me perguntava onde Joaquim iria passar o carnaval 2017 e ouvia a resposta: Rio de Janeiro todo mundo se espantava e queria saber como eu iria levar um bebê para uma festa gigantesca como essa. Bem, foi assim....

Embarcamos em Brasília rumo ao aeroporto Santos Dumont no dia 24 de fevereiro a noite. Tivemos uma conexão em BH e chegamos no Rio quase dez horas da noite. Chegando lá encontramos a avó do Joaquim, Nubinha, e fomos alugar o carro que ja tínhamos reservado anteriormente pela AVIS com o desconto do Visa Infinite. Se você tiver esse cartão, basta inserir o código A552300 na reserva no site da AVIS.



Saímos do aeroporto com um pouco de receio pois dirigir no Rio confiando em GPS é um pouco perigoso, se o GPS errar o caminho e te levar até uma favela, corre o risco de receber tiro. Nossa ideia era pegar a ponte Rio - Niterói e chegar até Barra de São João, na região dos lagos. Conseguimos acertar o caminho direitinho, mas o grande problema foi o trânsito intenso que existe nessa época do ano. A gente sabia que iria pegar trânsito, mas não imaginava que seria tanto. Joaquim foi dormindo o tempo todo no bebê conforto. Para chegar à região dos Lagos existe dois caminhos: Via Lagos e pela BR - 101. Pegamos pela Via Lagos e no meio do percurso o Waze indicou pegar a BR 101 e conseguimos chegar à casa da minha tia Cris em Barra às 3 da manhã de sábado.

No sábado aproveitamos o dia na casa da minha tia para descansar da viagem e para Joaquim conhecer os tios avós e os primos que moram lá. Aproveitamos o dia na piscina pela manhã, a tarde fomos em um bloquinho de carnaval em Rio das Ostras e a noite comemoramos o aniversário da vovó Nubinha.





Acordamos bem cedo no domingo e seguimos para Búzios. O primo Vini, que mora em Barra, nos acompanhou e sempre nos alertando que iríamos pegar trânsito! Kkkk. Normalmente os moradores da região dos lagos evitam sair de carro nessa época justamente para fugir dos engarrafamentos, mas como a gente não estava fazendo nada ficamos tranquilos! A única parte ruim é que Joaquim não tem muita paciência para andar de carro! Ele fica doido para levantar e ver por onde estamos passando, mas tento fazer de tudo para ele ficar no bebê conforto. Uma coisa que funciona muito é música! Quando ele começa a ficar agoniado a gente coloca as músicas "Old McDonald had a Farm" e "Itsy Bitsy Spider" que ele fica quietinho escutando!






No fim das contas o trajeto até Búzios foi bem tranquilo! Fomos direto para a cabana Rocka Beach Lounge e Restaurant, super bem avaliada no Trip Advisor. E realmente é um lugar maravilhoso, o cardápio é super chique e os drinks deliciosos! Ficamos com tanto medo de não ter onde sentar na praia que acabamos sendo os primeiros a chegar! kkkk. Quando a barraca abriu fomos solicitar um lugar para sentar. Descobrimos que em época de carnaval o custo para ficar no lounge da praia era de 300 reais e ganharia um vinho ou espumante. Quase ri alto na cara do gerente da barraca. No fim das contas ganhamos um lugar no louge como cortesia da casa!





Joaquim ficou super à vontade, almoçou um peixinho fresquinho feito pelo chefe Gustavo e tirou um belo cochilo! Fiquei super satisfeita com a comida que o chefe fez para Joaquim, pois a empresa tem a preocupação de utilizar ingredientes orgânicos. 







No meio da tarde fomos conhecer a orla de Búzios. Passeamos um pouquinho e já era hora de voltar para casa pois estávamos cansados e tínhamos um longo caminho com engarrafamento para percorrer.



Na segunda-feira cedo partimos para Arraial do Cabo, conhecido também como caribe brasileiro! Chegamos na cidade, estacionamos o carro em um campo de futebol e fomos de barco-táxi até as Prainhas do Atalaia, por 10 reais por pessoa. Eu morri de medo de ir com Joaquim nesse barco, coração de mãe ficou apertado, mas pensando bem não tinha perigo. A quantidade de pessoas no barco estava ok tinha colete salva vidas e o mar estava calmo. 





Chegando lá descobrimos uma praia linda porém a água era muitoooo fria! Só Joaquim e o pai enfrentaram um banho no mar! O único problema era que a praia estava lotadaaa e não tinha estrutura nenhuma. Encontramos apenas uma barraquinha improvisada vendendo bebidas e salada de frutas e também faziam aluguel de cadeiras e sombreiros. Joaquim lanchou uma banana e logo tivemos que voltar para a cidade para almoçar. 






Procuramos no Trip Advisor um restaurante de referência em Arraial e encontramos o restaurante Saint Tropez, a comida estava ok, nada de mais. Como eu não tinha levado o almoço do Joaquim pedi ao garçom uma porção de legumes e um ovo mexido feito com uma gota de azeite. Avisei que era para um bebê e que não precisava colocar sal. 

Normalmente quando vou dar comida de restaurante para o Joaquim eu sempre peço para fazer na hora. Nunca ofereço a ele comida de self-service. Na verdade nem eu gosto de comer em self-service. Pode parecer que sou chata, mas se tratando de comida de rua sou chata mesmo! Voltamos para casa e pegamos um trânsito de 5 horas, em um trajeto de 50 km. No meio da viagem Joaquim começou a se irritar e o pai dele precisou sair um pouco do carro para distraí-lo e ele acabou dormindo. Uma hora depois ele acordou e constatou que ainda estávamos no carro e ficou muito irritado. O pai de Joaquim teve que sair várias vezes do carro com ele porque ele estava agoniado e eu tive que parar o carro algumas vezes para amamentar. No fim das contas chegamos bem, mas muito cansados!

Na terça-feira de carnaval pela manhã voltamos para a capital. A viagem foi super tranquila e sem engarrafamentos. Deixamos a vovó Nubinha no aeroporto, devolvemos o carro e chamamos um Uber para encontrar uns amigos no bloquinho das Carmelitas em Santa Tereza. Eu sempre ando pelo Rio com medo de alguma coisa e para completar o Uber disse que só iria levar a gente lá em Santa Tereza porque a gente estava com um bebê! Fiquei com medo, mas como era dez horas da manhã achei que não haveria problemas. Encontramos nossos amigos, registramos o momento e fomos embora. Realmente o bloquinho era inadequado para crianças tão pequenas. 



Pegamos um Uber de novo e seguimos para um bloquinho no Jardim Botânico para conhecer o carnaval de rua do Rio. Achamos super divertido, pelo menos durante o dia é aparentemente tranquilo mas também é inadequado para bebês. Muito cheio e calor demais. Ficamos lá uma meia hora, chamamos outro Uber e seguimos para Ipanema.



Sentamos na sacada do Bar Astor e foi ótimoooo!!!! Curtimos o carnaval comendo, bebendo e sentados! kkkk. Joaquim almoçou e dormiu tranquilo! 



No fim da tarde seguimos para o aeroporto Santos Dumont. Achamos um fraldário ótimo, com banheira e água quente. Joaquim tomou um belo banho e logo depois embarcamos! O moleque dormiu o voo inteiro! Chegamos em Brasilia ele nem acordou! Coloquei ele no berço já em casa e ele só acordou na madrugada para mamar e dormiu de novo até o dia seguinte! Acho que ele estava com ressaca do carnaval! kkk.

Enfim, nosso carnaval foi ótimo! Vimos nossa família, conhecemos a região dos lagos (de novo, porque ja não lembrava mais) e conhecemos o carnaval do Rio. Agora da próxima vez, com certeza voltaremos a região dos lagos em uma época mais tranquila! Pois os engarrafamentos são insuportáveis. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com