Menu

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Tulum (México) - Primeiro dia

Ruínas de Tulum


Saímos de Playa del Carmem logo após o café da manhã. Demoramos em torno de uma hora até chegar lá. Joaquim foi dormindo na cadeirinha dele super tranquilo! Teria como fazer bate e volta de Playa del Carmen até Tulum, mas nós preferimos nos hospedar lá para ficar mais confortável! 


Hospedagem


Nos hospedamos no Hotel Don Diego de la Selva. Esse hotel fica bem pertinho da rodovia de chegada a Tulum! Foi um bom custo benefício. A única coisa ruim era o café da manhã à la carte pois eles demoravam muito para nos servir. Se você quiser mais conforto existe vários hotéis legais à beira mar, porém o preço da hospedagem é bem mais elevado!


Hotel Don Diego de la Selva

Programação do dia 


Passeio no Gran Cenote


Como chegamos antes do horário do check in do hotel, deixamos as malas na recepção e fomos direto para o Gran Cenote. O tiket custou 10 dólares por adulto. Quando Joaquim viu o cenote de longe já ficou todo feliz porque sabia que iria nadar! Ele já tinha até se acostumado com a água fria do cenote. Ficamos lá em torno de uma hora. Rafael fez snorkel e amou! Ele atravessou o cenote com Joaquim no colo e eu quase morri do coração porque é bem fundo! 


Gran Cenote


Gran Cenote


Gran Cenote


Praia Pancho Vila

Saímos do Gran Cenote, pegamos o carro e fomos para a praia Pancho Vila que fica do lado norte de Tulum. É uma praia pública que por sinal é um ponto de embarque e desembarque de barcos para fazer snorkel. Alugamos uma barraca e fomos na turma do isoporzinho de novo kkkk. Joaquim almoçou um peixinho com arroz, cenoura e feijão. 
Ficamos lá até umas 15h!

Praia Pancho Vila


Praia Pancho Vila


Praia Pancho Vila


Ruínas de Tulum

Nesta mesma tarde seguimos para as ruínas de Tulum. As ruínas fecham as 16h. Chegamos lá com o sol bem forte ainda e estava muito calor! Perguntei a um taxista que estava lá na porta se tinha como ir até as ruínas com o carrinho de bebê e ele disse que sim. Compramos o ticket de entrada por 70 pesos por adulto e seguimos para o passeio. Joaquim foi sentadinho bem bonitinho no carrinho comendo uma maçã. 

Ruinas de Tulum

Para começar, tivemos que deixar nosso tripé no guarda volumes porque não podia entrar. Seguimos até certo ponto felizes da vida por ter acessibilidade até que a acessibilidade simplesmente acabou! E então nós passamos um sufoco danado para carregar Joaquim dentro do carrinho. A gente não queria tirar ele do carrinho porque o sol estava muito quente e no carrinho ele ficava protegido com o sombreiro. Eu soube que tinha um trenzinho que leva as pessoas da portaria até as ruínas, mas acabamos indo a pé mesmo.


Ruinas de Tulum

Ruinas de Tulum


Ruinas de Tulum

A combinação de ruínas com esse mar azul turquesa é simplesmente perfeita!


Ruinas de Tulum


Existe um acesso das ruínas para a praia! Muita gente vai até o mar para se refrescar! Nós preferimos não ir pois o sol estava muito quente e essa praia não tem estrutura nenhuma.


Ruinas de Tulum


E no fim do passeio, a havaiana do papai o deixou na mão kkkk!!! Ele teve que ir embora com o pé no chão quente kkk


Ruinas de Tulum


Valeu a pena conhecer as ruínas de Tulum! O sitio arqueológico é pequeno, nós demos uma volta rapidamente por causa do sol quente, mas tem a possibilidade de você contratar um guia para entender toda a historia por trás daquelas ruínas. 

Volta para o Hotel 


Voltamos para o hotel no fim da tarde e tomamos banho de piscina! A água estava super gostosa!

Jantar na Avenida Tulum

Fomos procurar um lugar para jantar no comecinho da noite. Escolhemos o restaurante pela aparência e entramos no Charlie's Restaurant na avenida Tulum, era só bonitinho porque a comida não tinha gosto de nada.  Joaquim teve que comer lá mesmo porque estava com fome. Para completar o jantar fomos comer em outro lugar. Rafael tinha pesquisado no Trip Advisor qual era o melhor restaurante de Tulum e uns gringos tinham feito uma boa avaliação de um restaurante chamado Tacos Al Pastor na mesma avenida. Era um restaurante onde os locais comiam. Os tacos eram bem saborosos e muito barato! Mas o lugar era bem simples.
Depois dessa saga toda, fomos exaustos para o hotel dormir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com