Menu

Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

domingo, 6 de janeiro de 2019

Três dias em Budapeste com criança

Por Ludmila Requião



Fomos de trem de Bratislava até Budapeste no dia 13 de abril de 2018! Ficamos por lá durante 3 dias!

Viagem para Budapeste

A viagem de trem foi muito boa! Como eu sabia que estaríamos viajando na hora do almoço, eu preparei uma comidinha para Joaquim no dia anterior para levar! 
Viagem de trem com criança é muito divertido! Joaquim viu a paisagem, conversou, cantou e fez novos amigos!


No trem a caminho de Budapeste


Novos amigos!


Idade do Joaquim 

1 ano e 11 meses

Clima 

Fomos na época da primavera, o clima estava fresco! A temperatura variava de 13 a 21 graus.

Moeda Local

Florins Húngaros. Você pode sacar a moeda local em caixas eletrônicos ou trocar o euro em casa de câmbio.

Meios de transporte

Como Budapeste é uma cidade grande, pegamos ônibus algumas vezes. O resto foi andando mesmo! Antes de embarcar no bus você deve comprar o ticket em uma máquina que fica na parada e depois validá-lo em uma maquininha que fica dentro do ônibus. 

Acessibilidade 


Andamos com carrinho de bebe por toda a cidade sem problemas. Tivemos dificuldades apenas no castelo de Buda pois o chão é todo de paralelepípedo.

Visto


Não foi necessário solicitar visto para essa viagem.

Hospedagem


Nos hospedamos no Soho Boutique Hotel. A localização era excelente! Por perto havia muitos bares, restaurantes, baladas e pubs!


Foto da galeria desta acomodação
Booking Soho Boutique Hotel

Apesar de não ter o apoio de cozinha que eu precisava, o hotel atendeu nossa necessidade! Consegui fazer comida para Joaquim na panela elétrica que eu tinha levado! Abri as janelas e fiz uma comidinha sem problemas!


Dia 1 


Primeiro vamos entender a cidade de Budapeste?!
A região de Budapeste é separada pelo Rio Danúbio. De um lado fica Buda, localizada na parte mais alta. E do outro Peste, que fica na área mais baixa onde está o centro histórico e a maioria dos pontos turísticos! O melhor lugar para se hospedar é em Peste, principalmente no bairro Erzsébetváros que é um bairro judeu super movimentado!

Budapeste vista do Castelo de Buda

Margens do Rio Danúbio

Passeio pela cidade 


Depois que a gente se instalou no hotel fomos dar uma volta pela cidade a pé mesmo e encontramos dois lugares super legais:

Street food Karaván

Nesse lugar, que fica na rua Kazinczy Utca 18, encontramos instalados  vários food trucks com diferentes tipos de especialidades como massas, sanduíches, goulash, cervejas, sucos e doces! O espaço é super arrumadinho com mesas e bancos para você sentar comer e beber! Nós adoramos! 


Street food Karaván

Goulash do Joaquim

Verdadeiro cheese burger!

Nesse dia Joaquim comeu um goulash e nós comemos o que eles chamam de verdadeiro cheese burguer. Na verdade foi o melhor cheese burguer da nossa vida kkk. O pão do sanduíches era feito na hora e recheado com queijo empanado, rúcula e cebola caramelada! Uma delícia! Estava tão bom que voltamos no dia seguinte para comer mais!

Szimpla Kertmozi

Depois de comer horrores no Street food Karaván, fomos conhecer o Szimpla Kertmozi que fica bem ao lado!
Esse foi o dia que Joaquim se divertiu mais do que a gente na "balada"! Calma gente, não costumamos levar Joaquim para balada.  
Esse lugar é incrível e totalmente fora do comum. É como uma vila em ruínas cheia de bares e pubs em um bairro judeu que virou um dos locais mais famosos da cidade. Os judeus costumavam frequentar esse lugar para se divertir no pós guerra e cada um levava de casa um enfeite para o espaço! Você encontra de tudo por lá! Fotos antigas, televisores, sofás que foram das casas dos judeus, carrinho de bebê, bonecas e muitas outras coisas. Chega a ser um pouco macabro pois a maioria daqueles objetos eram de judeus que morreram na guerra. 


Szimpla Kertmozi

Szimpla Kertmozi

Szimpla Kertmozi

Szimpla Kertmozi

Dando um jeitinho brasileiro...

Antes de entrar no Szimpla Kertmozi Joaquim fez o "número 2" e precisava trocar a fralda. Como a coisa tava "preta", troquei ele no chão da portaria de um prédio! Estava longe de ser um lugar ideal para trocar uma criança, mas na hora do sufoco vai assim mesmo! Sem falar que no banheiro do Szimpla Kertmozi não tinha trocador e nem um tipo de apoio para trocar um bebezão desses!!!
Quando entramos no Szimpla Kertmozi ficamos logo no primeiro bar, pois tinha um piano que Joaquim adorou! Enquanto ele explorava o instrumento, a gente tomava uma cervejinha!
Ainda bem que o som ambiente era bem alto e ninguém escutava o piano de Joaquim!
A experiência nesse lugar foi tão sensacional que voltamos no outro dia para curtir mais um pouquinho.
Ah! O mais curioso é que nesse bar as pessoas tomam cerveja comendo cenoura crua! 

Dia 2


Acordei cedo e fui fazer uma comidinha para Joaquim na panela elétrica que eu tinha levado do Brasil, porque apesar de ter comida em todos os lugares que a gente foi, o sabor é muito diferente do que ele esta acostumado. Nessa hora feijão com arroz faz falta!
Depois da trabalheira toda fomos bater perna pela cidade!
Levei o carrinho para Joaquim, mas ele não queria ir de jeito nenhum. Ele queria ir andando, correndo e passeando. Eu acho ótimo, só que às vezes a gente precisa andar mais rápido e ele não acompanha é claro! Levei também o sling mas ele não quis também! O jeito foi andar no ritmo dele!
Para ele não sair correndo eu pedia para ele segurar no carrinho e a gente ia andando. Ele obedecia e dava tudo certo! 
Nossa intenção era visitar o Castelo de Buda, mas antes passamos em vários lugares. Nós andamos muuuito! 

Grande Sinagoga ou Sinagoga Dohány

A Grande Sinagoga fica na Rua Dohány em um bairro judeu de Budapeste. Ali pelas redondezas da Sinagoga e perto do Szimpla Kertmozi são ótimos lugares para se hospedar na cidade!


Sinagoga Dohány

A arquitetura do prédio construído em estilo neomouriscos combinado com estilo romântico e neobizantino impressiona! Passamos pela porta da Sinagoga duas vezes e não conseguimos entrar. Pela primeira vez estava fechada e pela segunda vez faltou tempo!
Pelos arredores da Grande Sinagoga restou uma memória muito triste. Durante a Segunda Guerra, aquela região se transformou em um gueto judeu e de lá eles eram enviados para os campos de concentração. Dos judeus que restaram na cidade, milhares morreram de fome e frio durante o inverno. Muitos foram enterrados no cemitério da Grande Sinagoga.
Do lado de fora conseguimos ver A árvore da vida! Uma escultura similar a um salgueiro chorão que tem escrito em cada folha o nome de pessoas que ajudaram a salvar vidas de judeus nesse período da guerra. 

Mercado central - Vásárcsarnok

Enquanto ainda estávamos do lado Peste, já bem perto da ponte Liberdade, passamos no Mercado Central! Eu estava muito interessada em comprar uma páprica húngara legítima! Passeamos apenas pelo térreo, onde vendem frutas, legumes, doces, carnes e temperos! No segundo piso ficam os restaurantes e barraquinhas de artesanatos! 


Mercado Central

Mercado Central


Ponte da Liberdade - Szabadság

Para começar a história, Joaquim se rendeu ao carrinho e dormiu! Atravessamos a Ponte da Liberdade, ou seja, passamos do lado Peste para o lado Buda e andamos bastante até chegar ao Castelo!



Igreja Caverna - Sziklatemplom 

Essa igreja não é um ponto turístico exatamente, mas chamou atenção! Encontramos ela por acaso depois que atravessamos a ponte da liberdade! Não entramos na igreja, mas depois vi umas fotos dela por dentro e é bem interessante!


Castelo de Buda

Chegamos ao Castelo de Buda por essa entrada! A acessibilidade para subir ao Castelo foi meio difícil porque fomos pela escada que fica na rua Ybl Miklós. Acho que essa não foi a melhor escolha!


Uma das entradas do Castelo de Buda

Uma das entradas do Castelo de Buda

Tinha elevador e escada rolante, mas em alguns lugares tem umas escadinhas e o chão é de paralelepípedo. Mas para quem não quiser ir por esse caminho, tem uma opção muito melhor, ir com o funicular Budavári Sikló que sobe até lá. Ele fica na rotatória em frente a da Ponte das Correntes do lado Buda.


Ponte das correntes

Joaquim acordou e foi andando e parando para brincar com umas florzinhas que estavam no jardim! Pena que na hora que a gente foi subir na escada rolante, ele se desequilibrou e caiu feio para trás. Levei um susto tão grande que nem sei direito como ele caiu... Machucou um pouquinho a cabeça mas graças a Deus não foi nada grave!


Castelo de Buda

Castelo de Buda

Chegamos bem na hora da troca da guarda! Como Joaquim gostava muito de ouvir aquela musiquinha "formigas marcham de uma em uma para lá e para cá..." e via as formiguinhas marchando batendo continência, ele também bateu continência para os guardas kkk


Castelo de Buda

A vista da cidade lá do Cabelo de Buda é bem bonita! Nós não entramos nos museus, visitamos apenas a área externa que é enorme e cheio de história, acompanhados por um guia turístico gratuito. Esse espaço é uma área gratuita para visitantes a qualquer hora do dia. 

Castelo de Buda

De repente eu fiquei com uma vontade enorme de tomar sorvete na sorveteria que tem lá no Castelo! Comprei o sorvete para mim mais quem tomou tudo foi Joaquim! E esse foi o registro da primeira vez que ele tomou um sorvete sozinho inteirinho! 


Castelo de Buda

Igreja Matias - Matthias Church

Igreja super bem conservada em estilo neogótico. Fica no distrito do Castelo de Buda!

Igreja Matias

Bastião dos pescadores - Halászbástya

É um monumento lindo, com uma vista maravilhosa da cidade que fica bem ao lado da Igreja Matias. 
Halászbástya foi construído para homenagear as sete tribos Magyares que fundaram a Hungria em 896!
Quando chegamos nessa parte do passeio, estávamos azul de fome. Nem tiramos fotos direito... me arrependo muito disso! Mas pelo menos tiramos uma fotinha com a estátua de István I, rei húngaro!



Almoço

Joaquim almoçou duas vezes nesse dia. Comeu um pouco da comida que eu levei para ele e comeu com a gente no restaurante Var Bistrô. Esse restaurante tem um buffet ótimo que agiliza muito o almoço para quem está querendo economizar tempo! 

Esse empanado é comida típica

Depois do almoço, descemos a colina e atravessamos a ponte das correntes de volta para Peste! Joaquim acabou dormindo de novo no carrinho. Nós seguimos para o Parlamento Húngaro.

Parlamento Húngaro

Como estávamos com Joaquim no carrinho, subimos para o Parlamento por um caminho que não passava pelos Sapatos do Danúbio, que fica ao lado, e acabamos não visitando o memorial. 

O Parlamento Húngaro é um dos maiores do mundo e é um edifício lindo! Não visitamos por dentro mas existe essa possibilidade!

Saindo do Parlamento fomos em direção a Praça da Liberdade!

Parlamento Húngaro

Parlamento Húngaro

Praça da Liberdade - Szabadság Tér

Essa praça tem uns monumentos super polêmicos! No caminho do Parlamento para a  praça passamos pela estátua do herói nacional Imre Nagy, ele foi primeiro ministro da Hungria durante a revolução de 1956 e tentava suavizar as medidas impostas pelos soviéticos. 
Do lado oposto ao olhar de Imre Nagy, fica "estranhamente" uma estátua do ex presidente dos Estados Unidos Ronald Reagan e em destaque, no centro da praça está o monumento em homenagem a libertação da Hungria pelos soviéticos! Esses monumentos nós não vimos! 
Atravessamos a praça e fomos direto ao monumento mais polêmico da praça que é o  Memorial das Vítimas da Ocupação Alemã. 
Nesse monumento, encontramos a estátua do arcanjo Gabriel entregando a coroa de Santo Estêvão (símbolo do país) a uma águia nazista. A intenção era retirar a culpa do governo húngaro da crueldade que fizeram  no holocausto durante a segunda guerra. 
Parentes das vítimas do holocausto fizeram várias demonstrações de revolta contra essa suposta inocência do governo húngaro!
Em frente a esse monumento tinha um chafariz que saía do chão! As crianças estavam se divertindo muito enquanto a água aparecia e sumia no chão! Joaquim nem viu o chafariz porque estava dormindo.


Praça da Liberdade

Basílica de Santo Estêvão - Szent István Basilika

Essa basílica é enormeee e maravilhosa de linda por dentro e por fora! Quando chegamos  lá Joaquim ainda estava dormindo. Como tem uma escadaria enorme na entrada da Basílica para subir, Rafael foi conhecer o altar primeiro e depois eu fui!

Basílica de Santo Estêvão

Basílica de Santo Estêvão

E para relaxar no fim do dia, seguimos para as Termas de Gallért! Nós não poderíamos passar por Budapeste sem conhecer uma de suas 30 termas, motivo do qual a cidade foi apelidada como cidade do spa!

Termas de Gallért 

Budapeste foi construída em cima de uma grande bacia de água termal! Gallért é uma das termas mais famosas e foi construída entre 1912 e 1918.

Gallért


Passamos um fim de tarde muito relaxante por lá! 

Gallért possui 12 piscinas! A maioria são piscinas de águas quentes além de uma enorme piscina de água fria com ondas artificiais na parte externa! 

A água da fonte termal que abastece Gallért é rica em magnésio, cálcio, cloreto de sulfato, hidrogênio-carbonato, íons de flúor e sódio. Dizem que a composição da água ajuda a curar doenças como artrite, problemas de circulação, doenças de coluna e nas articulações, estenose aórtica e neuralgia. 

Para entrar basta chegar com sua roupa de banho, comprar seu ticket aqui no Get Your Guide ou na portaria e pronto! 

A parte mais preocupante é que não precisa fazer exame físico... apesar disso, achei o clube bem limpinho e organizado! 
Pagamos um ticket com direito a um armário para se trocar e guardar as coisas que cabia nós três lá dentro, e fomos direto para a piscina externa de água quente. 


Piscina de água quente externa

`


Piscina de água quente interna

Apesar das Termas de Gallért aceitarem crianças, não vimos nenhuma por lá. Achei até estranho! Joaquim adorou, como estava friozinho a água quente caiu bem! E também, ele detesta água fria!

Street food Karaván / Szimpla Kertmozi 

Como gostamos muito da dupla Street food Karaván e Szimpla Kertmozi resolvemos voltar lá para comer e curtir mais um pouquinho o nosso começo de noite!

A gente se acabou em um sanduíche maravilhoso! O pão era feito ali na chapa na hora do pedido, recheado com carne bovina e para completar essa gostosura ainda tinha tomate seco, rúcula e queijo de ovelha! Joaquim comeu um macarrão de massa fresca delicioso!





Escrevendo esse post eu percebi que fizemos uma maratona por Budapeste kkk!!! Passamos por praticamente todos os pontos turisticos da cidade caminhando em um só dia! Tudo isso porque tínhamos a intenção de levar Joaquim ao zoológico no nosso último dia pela cidade!

Dia 3

Esse dia foi dedicado a ele!

Pesquisamos no Google Maps a melhor forma de chegar ao zoológico. Pegamos dois ônibus e foi super fácil!

Passamos a maior parte do dia no zoológico! O zoo estava bem conservado e os animais aparentemente bem tratados. 

Zoo de Budapeste


Zoo de Budapeste

Zoo de Budapeste


A gente sempre se programa para chegar ao zoológico no momento da refeição dos animais. É sempre muito interessante! Joaquim se divertiu vendo os pinguins comendo peixe!


Zoo de Budapeste

Ele viu também cangurus, ursos polares, girafas, elefantes e muitos outros animais!


Zoo de Budapeste

Zoo de Budapeste

Aproveitamos essas tulipas maravilhosas para fazer essa foto!

Zoo de Budapeste

Gundel Restaurante

Para o almoço tínhamos reservado o Gundel restaurante! Esse lugar é super tradicional com mais de 120 anos de história  e  fica ao lado do zoológico de Budapeste! É quase um ponto turístico! O chef é eleito há anos o melhor da Hungria!
Olha, esse programa valeu muito a pena viu! Eu super recomendo! Experimentamos a mais tradicional comida húngara que estava maravilhosa, o atendimento impecável e a sobremesa fechou com chave de ouro! Aos domingos eles oferecem um brunch a partir das 11:00, é obrigatório a reserva e o dress code é esporte fino (o que nós não seguimos muito, mas nos deixaram entrar).

Gundel Restaurante

Gundel Restaurante

Gundel Restaurante

Joaquim fez tanta bagunça nesse restaurante que eu não sei como eles não colocaram a gente para fora kkkk! Eles até deram um desenho com giz de cera para ele pintar mas o menino nem quis saber..."depois de pegar fogo" ele acabou dormindo! Nessa hora a gente pôde aproveitar mais um pouquinho!

Depois dessa farra toda fomos nos organizar para o próximo destino, Istambul!


Comece a planejar sua próxima viagem:


ACOMODAÇÃO: Encontre promoções e reserve hotéis através do Booking.com
ALUGUEL DE CARRO: Compare os melhores preços e reserve no Rentcars.com
SEGURO VIAGEM: Contrate seu seguro viagem com 5% de desconto usando o cupom TAMBEMVIAJAR5 na SegurosPromo
TOURS E ATRAÇÕES: Contrate seu passeio em Get Your Guide


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com